#4PerguntasPara: Everton Moreira, dono da marca de roupas sem gênero FCKT

Foi no final do ano passado – em meio ao ápice da crise – que conheci o Everton e lembro dele ter me dito algo como: “sim, sei que sou um louco por estar me aventurando em empreender neste momento.”.

Um ano depois e a FCKT está aí pra provar que ele não estava tão mal da cabeça assim. Atualmente, tida como uma das principais referências de moda agênero/sem gênero no Brasil, com uma coleção recém-lançada, prestes a virar um e-commerce e um showroom para atacado e varejo que será inaugurado em março de 2017, no bairro Bom Retiro – considerado uma das principais regiões comerciais da cidade de São Paulo – Everton contou um pouco sobre como tudo começou e de onde veio e tem vindo toda a sua inspiração de vida até chegar aqui. ♥

 
Everton Moreira, estilista da marca de roupas agênero / sem gênero FCKT Clothing

Everton Moreira, 35
Instagram: @fckt_clothing
Fashion designer, vitrinista e empresário
 

1. Qual foi o seu primeiro projeto?

Meu primeiro projeto foi uma confecção voltada para o mercado atacadista em Maringá. Chamava-se LOVE’S. Eu tinha 26 anos e a proposta era atender um público que buscasse praticidade na hora de se vestir, porém todo projeto necessita de cuidados, como um bebê, e falhei nisso, fui relapso com detalhes e são os detalhes responsáveis sobre o sucesso ou fracasso por isso hoje fico de olho neles!
 

2. Como surgiu a ideia desse primeiro projeto?

Surgiu do desejo em produzir algo mais autêntico em um mercado onde a maioria preza em dividir a mesma fatia de clientes, dessa forma oferecendo um produto mais pensado e melhor preparado para um público direcionado. Mas estamos falando em dez anos atrás, quando ainda não existiam fortes ferramentas digitais de venda e marketing e ficava mais difícil a comunicação com o cliente. A internet mudou nossos hábitos de consumo durante esse tempo e agora acredito que as possibilidades a todos também aumentaram na mesma proporção.
 

3. Como surgiu o seu atual projeto?

A FCKT surgiu de muita pesquisa e a sensibilidade em fazer algo realmente relevante no cenário atual. Algo que inspirasse e me empolgasse não somente pelos lucros, mas por acreditar na ideia e se entregar a um projeto que fosse autêntico à minha filosofia de trabalho. Saca aquele tesão natural que norteia seus caminhos e você levanta da cama pronto pra enfrentar qualquer desafio? Então, acho que é isso que me inspira em fazer o melhor e não ter medo. Fazer tudo com amor ao projeto, ser fiel ao estilo de vida dos seus clientes e buscar parceiros que se identificam com sua proposta. Isso gera uma sintonia linda de viver.
 

4. Quais foram os erros e acertos que merecem destaque?

Hoje estou mais maduro e flexível em minhas percepções e escolhas, o que naturalmente reduz sua margem de erros, mas como a vida é uma escola, diria que aprendi a priorizar minha empresa, frente a projetos paralelos, pois tempo é o bem mais precioso para todo empreendedor.
 

+ Dose extra de inspiração

O tempo certo é o agora, sua coragem é seu combustível e a melhor ideia (que nem sempre é a sua) é aquela que não necessita de grandes explicações. Faça o que te faz feliz, pois o dinheiro não é a melhor recompensa, mas sim a consequência de um trabalho bem feito. Seja convicto sem ser arrogante. Siga o seu coração, todas as respostas estão em você.

 

Everton, MUITO OBRIGADO! ♥

 

E você, se inspirou com a história dele? Tem uma parecida ou conhece alguém que tenha? Conte para mim nos comentários, via e-mail ou pela #4perguntasPara! Quem sabe não aparece por aqui?!

 

Foto: Instagram @fckt_clothing.

Márcio Talon

Deixar uma resposta